Fatos Históricos

 

Olá amigos,

 

Por mais que eu não torça por nenhum time e na verdade não goste de futebol, é impossível ignorar a vitória do Corinthians e a conquista desse título tão almejado por ser inédito.

 

Isso tudo me fez pensar como às vezes passamos por momentos históricos sem dar importâncias a eles.

 

Certos acontecimentos estarão para sempre na vida dos envolvidos, mas alguns são facilmente identificados como históricos outros somente o tempo dirá que foram históricos.

 

Quando as torres gêmeas foram derrubadas em Nova York, todos nós sabíamos que era um fato histórico.  Em todo o planeta era sabido que caberia a nós registrar os acontecimentos porque a qualquer tempo aquele atentado e as consequências dele serão estudadas por todos os povos em suas aulas de história.

 

Outro fato marcante foi o sequestro e a morte da jovem Eloá Pimentel. Assistimos incrédulos a tudo o que aconteceu e durante muito tempo esse fato voltará a tona nas conversas de famílias, nos cursos de formações nas áreas jurídicas e de segurança.

 

Não podemos esquecer da morte da Isabela Nardoni, o massacre do Pavilhão 9 na casa de detenção em SP, da época da ditadura, as diretas já, o impeachment do presidente Collor, a eleição da primeira presidenta do Brasil, etc.

 

Tenho 31 anos e já vivi tantos fatos históricos e quantos mais provavelmente viverei e como fazem nossos pais e avós que sentam para contar coisas que para nos parece fábulas, também contaremos a nossos descendentes que se emocionarão, ficarão indignados, acharão um absurdo, tudo como acontecem conosco hoje.

 

E como o que me fez pensar em tudo isso foi uma final de campeonato, imagino daqui há alguns anos os corintianos contando emocionados da noite do dia 04/07/2012 quando um sonho de 101 anos tornou-se realidade e seus filhos perguntarão incrédulos o porque demorou tanto e eles terão várias histórias relacionadas para contar. E os demais? Também contarão que quase morreram de raiva porque o trânsito no final do expediente parecia de dia de copa do mundo, que os fogos não deixaram ninguém dormir e no outro dia estavam todos exaustos.

 

Não importa qual seja a versão nem a opinião do historiador o importante é que feliz, indiferente ou com raiva, vivemos um fato histórico. O Corinthians pode ganhar muitas libertadores, mas nos vivemos a primeira.

 

 

 

Abracos, Sam.

 

Deixe uma resposta