Alerta!

 

Olá amigos,

 

Talvez você que esteja lendo esse texto agora não era nascido quando a música abaixo fez sucesso ou se já era nascido, pode ser que você fosse muito pequeno para entender a mensagem da música como aconteceu amigo.

Sabe aqueles momentos de saudosismo que bate de vez em quando? Foi em um momento desses que procurei a música Alerta da Xuxa e ao ouvi-la me surpreendi com a mensagem e por isso resolvi publicá-la.

 

Alerta – Xou da Xuxa 1989

Era uma vez um menino
Livre, levado e contente
Até que um dia
Na mão do destino
Aquela alegria
Se foi de repente
No seu olhar tão distante
Um brilho bem diferente
E o seu sorriso 
Que era tão claro
Ficou mais raro pra gente 
Pra se viajar for todo o planeta
Basta só levar caderno e caneta
Sonhar o que a gente deseja
Detendo esse tempo veloz
Por isso onde quer que ele esteja
Há de ouvir nossa voz, gritando: 
Droga, droga, droga, que droga
A gente não precisa dela
Pra encontrar a saída
Droga, droga, droga, que droga
A gente não precisa dela
Eu amo a vida
Quantos dos nossos meninos (amigos, primos, irmãos) a gente já perdeu para as drogas? Eram crianças livres, levadas, contentes, hoje são pessoas deprimidas, dependentes da droga para sobreviver e muitos já perderam a vida.

Perde-se a alegria, olhar muda e com ele  toda a família muda também. Mães e pais perdem noites de sono, gastam com tentativas de recuperação e temem que as drogas levem seus filhos para o mundo do crime ou se torne vitima dele.

Mas pra que tudo isso? Para fazer parte de um grupo, estar na moda, curtir um barato?

Não é preciso drogas para ser feliz, até mesmo porque drogas não traz felicidade.

Felicidade é rir com os amigos até a barriga doer, é curtir um domingo em família, é uma aventura fazendo trilha, praticando algum esporte radical, etc.

Outro dia um amigo meu estava super cansado após semanas de trabalho sem folga e ele me disse: “amanhã não vou trabalhar, quero pegar meu videogame e ficar brisando” e além de ficar super feliz por saber que apenas o videogame já era suficiente para ele relaxar, descansar, distrair,  brisar, me fez pensar que como na música da Xuxa, para a gente brisar basta caderno e caneta, um videogame, um livro, um filme, um amigo, etc.

Não precisamos de bebidas e outros tipos de drogas para uma “viagem”, para um barato louco, etc.

Da próxima vez que você estiver estressado com trabalho, filhos, pais ou qualquer outro motivo, experimente pegar um cinema com um filme de ficção bem maluca e viage na idéia do autor, leia um livro, fale bobagem com seus amigos, pule de paraquedas, pratique um esporte radical, abra sua janela e grite com toda a força dos seus pulmões, escreva, há uma infinidade de opções.

E sabe o que é melhor? Isso também vicia, mas sem causar ressaca depois, sem crises de abstinência, sem preocupar e destruir sua família, sem virar refém de traficantes, sem precisar de internações para recuperações, etc.

 

E para você que tem um amigo, um familiar ou quem quer que seja no mundo das drogas não deixe de gritar, porque onde quer que ele esteja há de ouvir sua voz gritando: droga, droga, droga que droga a gente não precisa dela para encontrar a saída.

 

 

Abraços, Sam.

 

 

http://www.vagalume.com.br/xuxa/alerta.html#ixzz2V6T91nAk