Selfies

Olá amigos,

 

Esta semana fui à exposição Obsessão Infinita da artista Yayoi Kusama, a exposição é muito boa e foi muito legal a não ser por um motivo: selfies.

As pessoas simplesmente não conseguem ir mais a lugar nenhum sem tirar selfies com tudo o que há em volta. Vi várias pessoas chegarem e não olharem os painéis ou qualquer outro trabalho da artista, eles simplesmente paravam em frente e tiravam as fotos, ou pediam para alguém tirar e saiam andando.

Em alguns lugares da exposição haviam filas longas, mas não porque as pessoas estavam admirando o trabalho da artista, simplesmente porque queriam uma foto em frente a cada trabalho, mas se perguntado a eles na saída do que mais tinham gostado não saberiam dizer, teriam que olhar primeiro no celular para ver em frente a que tinham tirado seus trilhões de fotos.

Outro dia fui ao cinema assistir ao filme Os homens são de marte e é pra lá que eu vou. Os trailers já haviam começado e o pessoal não parava com as fotos. Flash piscando na sala de um lado para o outro.

Virou quase uma obrigação registrar tudo, todos os lugares onde esteve, com quem esteve e o que fizeram, mas depois reclamam de fofocas e falta de privacidade

Se vocês olharem meu Facebook também encontrarão selfies, mas não em todos os lugares que vou e com essa quantidade absurda.

O amor próprio está superando o bom senso, hoje em dia Narciso se chamaria Rafael, Lucas, Julia, Thaís, etc. Acho que tem horas e lugar para tudo.

 

Abraços, Sam.

Deixe uma resposta