Olá amigos,

Quando eu descido falar de racismo, confesso que me faltam números, me faltam dados e depoimentos, mas duas semanas após minha publicação sobre o feriado do dia da consciência negra em que eu sugeri uma semana de reflexão sobre o tema em todas as escolas do país, particulares e públicas, foi necessário voltar ao assunto.
Ontem no Fantástico a Rede Globo apresentou os números, dados e depoimentos que me faltaram no post do dia 20/11.

Se você que leu o meu blog achou que não deveria dar credibilidade porque eu não sou ninguém, espero que com o vídeo abaixo você para refletir mais um pouco.

A questão da violência seja por raça, credo, orientação sexual ou qualquer outra forma de violência tem que ser tratada com extrema urgência.

As pessoas não podem mais ter medo de sair as ruas, as crianças não podem ter medo de frequentar as escolas sem saber o que podem acontecer lá dentro e muitas vezes não vindas de outras crianças, mas de adultas que deveriam estar lá para protege-las.

Eu sei que nenhum tema pode parar para que outro avance. Temos pessoas mais que suficientes no congresso nacional, no executivo e no judiciário para tratar todos os temas relevantes ao mesmo tempo, mas será que a questão da violência e da discriminação, principalmente com crianças, é menos importante que a reforma política, da previdência, etc.?

Por favor, cada um que tomar conhecimento desse tema tome uma atitude, a atitude de parar de falar frases racistas, de defender as vítimas do mesmo e principalmente, multiplicar a ideia que precisamos proteger uns aos outros.

Quando a maioria da sociedade comprar essa causa como sua, a minoria sentirá envergonhada e se calará.
Espero de verdade que tenhamos dias melhores, para sempre.

Abraços, Sam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *